Dia dos Namorados (nos EUA, conhecido como Valentine’s Day)

Valentine’s Day

Todos os anos, no mês de fevereiro, os norte-americanos comemoram o Valentine’s Day, presenteando seus amores com flores, chocolates e cartões. Mas você sabe como surgiu este feriado?

Existem diferentes histórias a respeito de onde ou como a celebração do Dia dos Namorados começou. Contaremos pra vocês a mais conhecida delas, acompanhe!

A história do Valentine’s Day – Dia dos Namorados

Diz a lenda que St. Valentine foi um sacerdote que viveu durante o terceiro século em Roma. Durante esse tempo, houve um imperador que governou Roma chamado Claudius II. Este decidiu que homens solteiros eram melhores soldados do que aqueles que eram casados, proibindo assim, o casamento para todos os jovens que servissem ao seu exército. Supostamente, Valentine discordou deste decreto e decidiu celebrar casamentos de jovens em segredo. Quando o Imperador Claudius II descobriu sobre as ações de Valentine, mandou prendê-lo, e posteriormente condenou-o à morte.

Na prisão, Valentine se apaixonou pela filha do carcereiro, e quando foi levado para cumprir sua sentença de morte em 14 de fevereiro, enviou à sua amada uma carta de amor assinada “from your Valentine” (de seu Valentine). Estas palavras são usadas ainda hoje nos cartões trocados por namorados no Valentine’s Day.

Assim, 14 de fevereiro tornou-se um dia para todos os amantes, e Valentine tornou-se seu santo padroeiro. Ele começou a ser cultuado anualmente neste dia por jovens romanos que passaram a oferecer escritas à mão de afeto, que ficou conhecido como Valentines, para as mulheres que admiravam. Com o advento do cristianismo, o dia veio a ser conhecido como St. Valentine’s Day.

Na Idade Média, Valentine tornou-se tão popular a ponto de se tornar um dos santos mais populares na Inglaterra e França. Apesar das tentativas por parte da igreja cristã de santificar o feriado, a associação do Valentine’s Day com o romance e o namoro continuou durante toda a Idade Média. O feriado evoluiu ao longo dos séculos. Até o século 18, dar presentes e trocar cartões feitos à mão no Valentine’s Day tornou-se comum na Inglaterra. Os cartões de Valentine era feitos à mão com rendas, fitas, cupidos e corações e entregues ao homem ou a mulher amada.

Esta tradição eventualmente se espalhou para as colônias americanas. Na década de 1840 os cartões de Valentine’s Day começaram a ser produzidos comercialmente nos EUA.

Hoje, o Valentine’s Day é um dos principais feriados celebrados nos Estados Unidos e se tornou um sucesso comercial em expansão. De acordo com a Greeting Card Association, 25% de todos os cartões enviados a cada ano são “Valentine’s”, e só perde em números para o feriado do Natal.

Outro ícone famoso do Dia dos Namorados é o Cupido (que significa “desejo” em Latim). Na mitologia romana, Cupido é o filho de Vênus, a deusa do amor. Sua contraparte na mitologia grega é Eros, deus do amor. O cupido muitas vezes é descrito como sendo um menino travesso que vaga por aí, ferindo ambos os deuses e seres humanos com suas flechas, levando-os a se apaixonar.

No Brasil, o motivo pelo qual o Dia dos Namorados é comemorado em 12 de junho é porque esta data marca a véspera do dia de Santo Antônio, o famoso santo casamenteiro.

Gostou de saber a respeito da história de Saint Valentine? Que tal preparar um cartão bem bonito para entregar para aquela pessoa especial?

banner-posts